domingo, julho 08, 2018

153 VII



(foto by RuiLuís)



Quero ser o lençol que envolve o teu descanso,
A almofada que ampara o teu rosto,
Quero ser o despertador que te acorda,

A toalha de banho que seca os recantos do teu corpo.
Quero ser as calças, a t-shirt que te compõe,
O teu café que saboreias.
 
Quero somente estar junto a ti, sempre.

Digo-te que te quero
Digo-te que te amo
Todos os dias
Todo este tempo que nos resta

A contar marés
A contar beijos
É aquilo que te sei dizer
Meu amor, 
meu amor, 
meu amor... 

RuiLuís & Maruxinha

segunda-feira, fevereiro 26, 2018

CLIII 6









(foto by ruiluís)




Amamo-nos com palavras, despimos a roupa 
e tapamos com o lençol os pés da saudade

Sentimos as letras, como o toque de cada dedo, 
no corpo nu do anseio


Leva-me contigo e deixa-me ver o teu cantinho, 
aonde me guardaste no tempo

Mostra me o livro em branco da nossa ausência 
e vamos começar a escrevê-lo


ruiluís

terça-feira, fevereiro 20, 2018

153 V







(Foto by Maruxinha)

A janela fechada
Sem sinal de ti
A saudade aperta
E a distância aumenta
Inquieta, procuro-te

A tarde é longa
Sem sinal de ti
O sol brilha
Mas não me aquece
Ansiosa, procuro-te

A luz apagada
Sem sinal de ti
A dor do silêncio
Invade o meu peito
Impaciente, procuro-te

A noite cai
Sem sinal de ti
O meu corpo gelado
De alma vazia
Desesperada, procuro-te


Maruxinha