sexta-feira, setembro 24, 2004

maria II


(pintura de roberta imperatore "la notte")

as tulipas negras, as rosas brancas
tanto amor da alma transborda
alma nitida e transparente
que naquele jardim habita

na harmonia dos sons
o encanto é repleto de magia
no perfume de todas as palavras
que faz sentir o coração

no encontro da noite
o luar preenche-se de desejo
e o fogo se acende
para uma dança sedutora

amor, quanto demoras
amor, que o coração deseja
tulipas negras, rosas brancas
naquele jardim a florescer

ruiluis
Enviar um comentário