domingo, janeiro 30, 2005

pequeno poema sobre a memória num domingo de inverno

O meu amor dorme

profundamente em meu peito,

enquanto dorme

meus olhos vigiam a madrugada



antes de despertar

na aurora de um novo dia,

sonho com ele

memórias da nossa melodia...



ruiluis
Enviar um comentário